Passo a passo de como fazer uma carta de apresentação

Como fazer uma carta de apresentação

Como fazer uma carta de apresentaçãoEsta é a transcrição da entrevista, no programa Sempre Feliz na Rede Super, em que a Consultora de Carreira Milta Rocha foi questionada sobre a importância de se fazer uma boa carta de apresentação quando estamos procurando emprego.

Repórter: Muitas pessoas ainda erram na hora de procurar emprego, em vários setores e em vários aspectos?

Milta Rocha: Nós que atuamos na área de Recursos Humanos estamos em busca de pessoas para preencherem boas vagas e nem sempre agente consegue. De um lado vagas em aberto, de outro pessoas capazes, boas e interessantes, mas que não estão encontrando o caminho para ocupar estas vagas. Existem ferramentas como currículo e cartas de apresentação, que são simples mas são fundamentais, para ajudar nesta caminhada de encontrar esta boa oportunidade de emprego.

Repórter: Antes da gente entrar especificamente na carta de apresentação, você como uma consultora de carreira, seu papel, é que as pessoas entendam o que elas tem de melhor, a capacidade delas e direcioná-las para um trabalho que seja exatamente aquilo que ela mais tem habilidade de fazer, e consequentemente vai ser mais bem sucedida?

Milta Rocha: É preciso descobrir o que agente faz de melhor, aquilo que te faz brilhar os olhos para então você focar. Hoje é muito comum que agente trabalhe com pessoas que estão fazendo uma transição de carreira, que fizeram uma escolha possível por um determinado tempo, mas agora já conseguem ver que não é mais aquilo. Muitos adoecem, estão felizes do ponto de vista financeiro, mas o corpo começa a dar sinais de adoecimento,  e normalmente agente identifica incompatibilidade com a atividade que agente realiza.

Repórter: Na verdade nós somos um todo, nós somos emoção não é? Não só razão. Então a emoção e a razão colocadas potencialmente juntas vão fazer com que aquele trabalho seja muito melhor executado. Os resultados vão ser positivos com certeza. Existem pessoas que de repente estão procurando uma carreira e descobrem que são empreendedoras, ou seja, elas podem abrir um negócio, começar algo que pode dar super certo.  E é bom que estejam assistindo para que possam ver a necessidade de procurar um consultor de carreira para colocar foco na coisa certa. 

Milta Rocha: O importante é ser feliz. Adoro o nome do programa, sempre feliz! Nós passamos boa parte do nosso tempo envolvido em alguma atividade de trabalho, então é importante que estar muito feliz naquilo que agente faz. Eu digo sempre que todas as áreas são muito boas, se elas forem compatíveis com o meu jeito de ser, com meus valores. É muito importante que agente faça esta reflexão, identifique aquilo que faz, que dê mais prazer, mais satisfação, por que aí sim eu vou me qualificar mais sem me sentir qualificado por quê é aquilo que eu gosto de fazer.

Repórter: Então vamos para a carta de apresentação. Muitas pessoas vão procurar emprego, e elas se preocupam muito com o currículo e realmente elas devem se preocupar. Mas a carta de recomendação, ela é tão importante quanto o currículo. O que é esta carta de apresentação, e por que ela é tão importante?

Milta Rocha: Recebo currículos todos os dias, e é curioso, às vezes eu pego um currículo e me dá vontade de perguntar assim: eu te conheço? (Risos) De onde veio?

Eu já recebi cartas de autores de livros, palestrantes, que eu nunca soube o que eles queriam comigo. Eu coordenava uma área em uma universidade e “ele” me enviou um livro, um folder das suas palestras e de seus trabalhos. Eu não sabia se ele queria fazer palestra, se queria dar aula na universidade ou para a minha equipe, e até hoje eu não sei o que ele queria. E nós não temos tempo para isto, para tentar descobrir o que o candidato quer.

Comece com um currículo que seja bem objetivo, não se coloca mais “currículum vitae”, justamente porque ele é acompanhado de uma carta, e na carta você se apresenta, suscintamente, e diz estou enviando em anexo o meu currículo. E você recebe na carta que a pessoa quer trabalhar em tal área, e vem a dúvida: de onde vem este currículo? Alguém indicou? Eu conheço esta pessoa?

Por exemplo sou professora, faço palestra, conheço gente em todos os lados onde eu vou, então eu sempre peço, olha, quando escreverem uma carta, um e-mail, ou outro meio eletrônico mais utilizado no momento, eu sempre peço, falem de onde vocês são para eu tentar identificar. Você encaminha este currículo com esta cartinha, bem sucinta.Por exemplo: nesta cartinha você não coloca nada sobre as suas habilidades, isto você vai colocar no currículo. Agente tem pouco tempo para avaliar estes currículos.

Repórter: E como seria então esta carta? Vamos dar um exemplo prático.

Milta Rocha: Use sempre palavras formais, não é necessário rebuscar muito. Sr., Sra., Caro ou Cara, ou então mantenha o prezado se for uma empresa mais formal. Estes bons modos cabem em qualquer cultura e situação. Coloque a data, o destinatário para quem você está encaminhando.

Se você viu que tem uma vaga naquela empresa, precisa descobrir o nome da pessoa que vai receber seu currículo. Não se deve enviar o currículo ou a cartinha para o Departamento “Tal”.Uma carta de um aluno: A data, a saudação formal e nominal, apresento meu currículo em anexo do qual espero a gentileza da sua atenção. Sou aluno do ensino médio da escola x, e no semestre passado tive a oportunidade de escutar sua palestra sobre mercado de trabalho e emprego. Tomei a liberdade de encaminhá-la o meu currículo. Tenho interesse em atuar com assistente administrativo, gostaria de ter uma chance de ser entrevistado por sua equipe para a possível vaga. Desde já agradeço sua atenção e me coloco a disposição para qualquer outra informação necessária. Atenciosamente, e coloca o nome dele. Bem resumido.

É muito importante que a pessoa coloque a área de interesse. Ela já vai focando. Empresas estão recebendo currículos ainda que a vaga não tenha sido aberta e ainda divulgada. Coloque na carta pois temos que aproveitar a oportunidade para chamar a atenção.A carta e o currículo também é como se fosse um trailer de um filme, e quando você lê uma carta bem escrita e gentil, mostra que é um profissional inteligente, atento, cuidadoso. Isto mostra uma atitude da pessoa para sair na frente de quem não fez a carta.

Repórter: Você já vê ali uma atitude, muitas características da pessoa, se é um profissional de iniciativa, de atitude, de liderança. E aí já é possível analisar a pessoa, um pouco do perfil da pessoa pela carta. E a falta da carta já é um ponto negativo não é?

Milta Rocha: Uma carta desta deixa agente querendo ver o currículo. Alguns você tem preguiça, pois parece bobagem, faz pensar para que eu vou ler isto?

Repórter: Se você recebe um monte de currículo, e não sabe pra quê, por que, de onde surgiu, daí perde-se muito tempo, e não se tem este tempo todo inclusive. E o tipo de letra que agente deve usar? É importante também o tamanho da letra, o tipo?

Milta Rocha: O ideal é usar as mais comuns, Arial. É preciso facilitar a leitura. Se for por e-mail, envie no corpo do e-mail. Se for imprimir a carta e o currículo, usar papel a4, branco e não coloque foto, a não ser que seja solicitado, aí deve-se colocar. Ao final agradeça, e se coloque à disposição, porque a intenção desta carta, deste currículo é gerar uma entrevista. Agente coloca peso demais no currículo, não é pelo currículo que você vai conseguir emprego. É pela sua postura, pela sua imagem, pela fala na entrevista e nas atividades de seleção. O objetivo é gerar uma entrevista, você deve enfatizar a área que te interessa ou a vaga se souber o nome da vaga. E se despeça delicadamente e formalmente.

CTA_fale com um consultor

Repórter: Talvez seja a primeira impressão que vai ficar através da carta de apresentação. Esta impressão do cuidado e de tudo isto que agente disse. Esta carta pode ser escrita, impressa ou enviada por e-mail.

Milta Rocha: cada empresa possui um site, possuem um e-mail exclusivo para este tipo de atividade. Crie o seu nome no e-mail, e evite apelidos. A nossa imagem é muito importante, e imagem significa aparência, comportamentos e atitudes. Nem sempre na fala agente consegue comunicar tudo que queremos, muitas vezes no olhar, na forma como agente escreve. Nada de ficar abreviando, reduzindo as palavras, na carta. É preciso escrever corretamente, cuidado com o português, se estiver com dúvida peça ajuda. Passe um corretor ortográfico, por que isto faz parte da sua imagem. Às vezes que faz triagem de currículos nem quer ler por causa da impressão de que não vai valer a pena continuar a ler.

Boa sorte e aproveitem as oportunidades!

A maioria das pessoas já fizeram algum teste vocacional sem obter sucesso. Hoje sentem-se fora do propósito de suas vidas na profissão que exercem. Não sabem qual caminho ou passo tomar para conquistar felicidade!

🚀Nosso PROGRAMA DE COACHING DE CARREIRA MRC® focado em jovens e adultos é tido como a evolução do teste vocacional tradicional.

👉Trabalhamos com estudo de mercado

👉Trabalhamos com estudo das profissões

👉Trabalhamos várias áreas da vida ao mesmo tempo.

👉Somos capazes de refazer crenças e limitações emocionais.

 

Entre em contato clicando aqui → https://goo.gl/CBdejR

Acessando o site → http://www.miltarocha.com.br/contato

Ou pelo Whatsapp → 31 99905-9793

 

YOUTUBE Milta Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *