Namoro no trabalho. Pode?

Namoro no trabalho. Pode?

Passar a maior parte do dia no ambiente de trabalho faz estreitar as relações e favorece o envolvimento, o que propicia amizade, a admiração, e por que não dizer, o amor entre as pessoas. Acontecendo, fica a dúvida: Namoro no trabalho pode?

No ambiente de trabalho temos oportunidades de realizações, crescimento e exposição diariamente. Lá, vivemos emoções, desapontamentos e vitórias, que são compartilhadas com os colegas e, aos poucos, torna-se natural que laços de amizade se transformem em relacionamentos amorosos.

Admiração, amor, desejos, são sentimentos que podem permear nossas relações, mesmo que, não estejamos interessados em aventuras amorosas no trabalho. Sentimentos são inevitáveis e não devem ser considerados certos ou errados. O importante é manter o equilíbrio emocional e não agir impulsivamente diante desses sentimentos, já que ninguém pode dizer “desta água eu não beberei”.

Como é tratado nas organizações brasileiras

No Brasil poucas empresas têm políticas definidas sobre o assunto. Não há proibições ou restrições explícitas, mas também não se pode dizer que aja boa tolerância com os apaixonados dentro das organizações. Entretanto, temos que nos render a uma evidência: muitos casamentos são resultado de uma relação que teve início em ambiente de trabalho.

Nem sempre é fácil assumir um relacionamento amoroso dentro da empresa, mas esta é a atitude mais correta. Não se deve sair espalhando aos quatro ventos, pois assuntos pessoais devem ser tratados com discrição.
O importante é conversar com o gestor imediato, logo que o namoro começar. Casos ou paqueras devem ser evitados, mas não há como abrir mão da felicidade se o amor bater à porta, principalmente se o sentimento for recíproco.

Regra clara

Neste caso é preciso, primeiramente, saber se há regras sobre o assunto na empresa. Em caso positivo, a empresa deve deixa-las claras quando da chegada do funcionário, ou seja, no momento de sua ambientação.

É mais difícil administrar os problemas depois que eles se instalam. Proibições sobre relacionamentos amorosos, quando existem, devem ser apresentadas coma a devida importância.

Não havendo regras contrárias ao relacionamento, o ideal é se entregar ao amor, com maturidade, compostura e discrição.

CTA_fale com um consultor

YOUTUBE Milta Rocha

2 thoughts on “Namoro no trabalho. Pode?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *